Banco da Inglaterra mantém juros antes de relatório sobre inflação

O banco central britânico manteve as taxas de juros em 0,5 por cento nesta quinta-feira, antes da publicação, na semana que vem, de novas projeções que vão moldar as expectativas sobre quando a autoridade monetária finalmente começará a elevar os juros.

REUTERS

06 de novembro de 2014 | 10h14

O Banco da Inglaterra informou também que manteve em 375 bilhões de libras seu estoque de títulos do governo que comprou como parte de suas tentativas de guiar a economia pelos efeitos da crise financeira global.

Ambas as decisões eram amplamente esperadas. O banco central da Inglaterra vem mantendo as taxas em mínimas recordes desde o auge da crise financeira no começo de 2009.

A autoridade monetária deve elevar os juros apenas no ano que vem. Uma pequena maioria de economias projetou que a primeira elevação acontecerá no primeiro trimestre de 2015, enquanto que apostas nos mercados financeiros apontam para a metade do ano ou mais tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBOEMANTEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.