Banco da Inglaterra surpreende e corta juros

O Banco da Inglaterra reduziu a taxa de recompra, principal taxa de juros da instituição, de 4% para 3,75%, em decisão anunciada às 10 horas (de Brasília), após o encerramento da reunião de dois dias de seu conselho de política monetária. A decisão surpreendeu o mercado. Os 20 economistas britânicos consultados pela Dow Jones esperavam que a taxa ficasse inalterada. Também hoje, às 10h45, o Conselho do Banco Central Europeu (BCE) anuncia sua decisão em relação à direção do juro na zona do euro. O prognóstico consensual dos analistas antes da reunião do BC inglês era de que as taxas fossem mantidas inalteradas pelo BCE. Logo após o anúncio da decisão do Banco da Inglaterra, a libra esterlina reduziu sua alta em relação ao dólar após o inesperado corte 0,25 ponto percentual na principal taxa de juro da Gra-Bretanha. O euro ampliou brevemente vantagem em relação ao dólar. Às 10h05 (de Brasília), a libra esterlina era cotada em US$ 1,6457, abaixo do nível de US$ 1,647 que operava antes da decisão. A moeda mantém vantagem em relação ao fechamento, em US$ 1,6406. O euro operava em US$ 1,0816, depois de chegar a US$ 1,0827 na sequência do anúncio do BC inglês. Ontem, fechou em US$ 1,0782.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.