Banco de Israel mantém taxa de juros inalterada em 1%

O Banco de Israel informou nesta segunda-feira que vê sinais de recuperação da economia e que espera que o país retome o crescimento no quarto trimestre. Por isso, a instituição financeira manteve a taxa de juros israelense inalterada em 1%, em linha com as expectativas do mercado.

AE, Agencia Estado

26 de novembro de 2013 | 05h28

Após a desaceleração do crescimento de Israel entre julho e setembro, o banco central do país chegou a especular a possibilidade de um corte da taxa básica de juros.

Muitos economistas esperavam que o banco mantivesse a taxa de juros inalterada esperando a próxima reunião de política monetária, enquanto outros acreditavam em uma redução em 0,25 ponto porcentual.

"O corte poderia acontecer nos próximos meses, porque a economia ainda é muito fraca", disse Alex Zabezhinsky, economista-chefe da DS Investment House em Tel Aviv. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.