Banco do Brasil abre segundo escritório na China

O Banco do Brasil vai abrir seu segundo escritório na China, em Xangai, e já negocia parceria com uma instituição financeira chinesa que garante, do lado chinês, as operações bilaterais de comércio exterior, informou à Agência Estado o diretor da Divisão Internacional do BB, Augusto Braúna Ribeiro. O pedido para abertura de nova unidade já foi feito às autoridades chinesas e, "se tudo der certo, teremos a aprovação até o fim do ano", afirmou o executivo. A instituição abriu seu primeiro escritório na China na década de 1980, em Hong Kong então território britânico. Com a abertura econômica do País e sua entrada na Organização Mundial do Comércio (OMC), no fim de 2001, o fluxo comercial entre Brasil e China aumentou a tal ponto, que o país passou a ocupar, neste ano, o segundo lugar na lista dos maiores importadores de produtos brasileiros. "Nosso objetivo na China está sempre ligado ao incremento do comércio exterior. Queremos facilitar cada vez mais a vida do exportador", afirmou Braúna.O Banco do Brasil conta com o apoio do Bank of China e já designou pessoal para trabalhar na criação do novo escritório de Xangai. O novo escritório estará ligado à agência do BB em Tóquio, no Japão, onde estão centralizadas as operações asiáticas da instituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.