Banco do Brasil assume folha dos servidores de Minas

Banco do Brasil e governo de Minas Gerais assinaram hoje contrato em que o BB assume a gestão da folha de pagamentos dos 542 mil servidores ativos e inativos, além de pensionistas do Estado. A instituição deverá investir R$ 266 milhões, nos próximos cinco anos, na infra-estrutura e logística da rede de atendimento no Estado.O BB assume o lugar do Itaú na administração da folha mineira. Em 26 de setembro, o governador Aécio Neves (PSDB) enviou ofício ao Itaú, informando a intenção de romper o contrato de gestão dos salários. O banco ainda não informou se irá à Justiça para tentar restabelecer o contrato.Ao obter as contas dos servidores mineiros, o BB passa a atuar como agente financeiro de 11 Estados da federação: Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Maranhão, Paraná, Tocantins, Rondônia e Roraima, além de Minas. O contrato eleva de 941 mil para 1,5 milhão o número de servidores estaduais que recebem seus proventos pelo banco.

SILVIA FREGONI, Agencia Estado

17 de outubro de 2007 | 16h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.