Banco do Brasil aumenta capital para resgatar bônus

O Banco do Brasil informou nesta sexta-feira que fará um aumento de capital de R$ 1,569 bilhão em ações ordinárias para poder resgatar bônus que lançou no mercado em 1996. Os bônus só venceriam a partir de 2006. Com a operação de recompra antecipada, o BB espera evitar desvalorização das ações, nos próximos meses. A decisão abre caminho para que o governo possa vender a parcela de ações que excede o mínimo necessário para manter o controle do banco, medida que poderia melhorar a classificação do BB nas regras de boa governança da Bolsa de Valores de São Paulo.Os bônus, emitidos na época da capitalização do banco, garantem aos detentores o direito de convertê-los em ações da instituição, na data do vencimento. O vice-presidente de Finanças e Mercado de Capitais do BB, Luiz Eduardo de Abreu, disse que a instituição optou por retirar os papéis para evitar queda no preço das ações. "Ao exercer a opção de troca, os detentores dos bônus poderiam alterar a quantidade de ações existentes, reduzindo o lucro final por ação", afirmou. Diante da possibilidade de ter o ganho reduzido lá na frente, o investidor poderia optar por vender logo as suas ações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.