Banco do Brasil busca 55 milhões de clientes de baixa renda

O presidente do Banco do Brasil (BB), Cassio Casseb, anunciou hoje que a partir do dia 15 de agosto a instituição inicia projeto-piloto com o objetivo de buscar clientes entre os 55 milhões de brasileiros que não possuem conta bancária por não poderem comprovar renda. Segundo ele, está sendo criada uma subsidiária que utilizará 2% dos depósitos à vista para a prática de operações de microfinanças e os juros a serem cobrados nos empréstimos serão no máximo 2% ao ano. O valor de 2% dos depósitos à vista do BB correspondem a uma injeção de recursos na economia da ordem de R$ 2 bilhões. Ivan Guimarães, assessor especial do BB, explicou que os potenciais clientes vão poder movimentar nesse tipo de conta até R$ 1 mil e o valor inicial dos empréstimo será de no máximo R$ 500,00; não haverá talões de cheque e o movimento da conta será por meio de cartão magnético com a possibilidade da concessão eletrônica de crédito. Guimarães explica que para chegar a esse novo cliente serão utilizados os correspondentes bancários (mercadinhos, padarias, botecos e lojas de periferia). Guimarães salientou que o objetivo é que esses novos clientes um dia migrem para o banco principal. Ele disse que a experiência é inédita, pois está havendo todo o cuidado para se operar com correspondentes bancários para a redução de custos. Guimarães informa que no Brasil há 140 instituições de microcréditos que usam a metodologia do BNDES e que operam com agentes de crédito, que conhecem os clientes, porém tornam a operação onerosa.

Agencia Estado,

28 Julho 2003 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.