Banco do Brasil fecha parceria para criar empregos

O Banco do Brasil assinou nesta quarta-feira um convênio para criar empregos no âmbito do programa Fome Zero, tendo como prioridade as atividades exportadoras. Em parceria com o Centro Internacional de Comércio (ITC, na sigla em inglês), uma agência de cooperação da ONU e OMC, foi instituído o Programa de Geração de Emprego e Renda pela Exportação (Gere), que já é aplicado em outros países em desenvolvimento, cujos governos têm um compromisso com a redução da pobreza.O ITC fornecerá capacitação técnica a comunidades que já possuem uma cadeia de produção, mas não têm condições de adequá-la ao comércio exterior e promoverá o produto no exterior com um selo social, em parceria com as agências estrangeiras do BB e a estrutura já usada pelo Ministério das Relações Exteriores para a promoção de produtos brasileiros.O BB identificou três projetos candidatos ao programa piloto: um projeto da Sauípe, de inclusão da comunidade carente na cadeia de produção do resort; um projeto da Fundação Banco do Brasil, de capacitação de produtores de caju em Fortaleza e Teresina; e um projeto da organização não-governamental Oscip Brasil, de produção de frutas exóticas perto do Distrito Federal.O projeto que inspirou o Gere foi uma comunidade de 243 famílias que vivia numa reserva na Índia. A partir de 2000, o ITC capacitou a comunidade a produzir especiarias orgânicas para exportação. Hoje são 1.150 famílias que exportam 82 toneladas de especiarias por ano, com uma receita de US$ 500 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.