Banco do Brasil não comenta liminar que impede venda de ações

O Banco do Brasil não vai comentar a decisão do juiz da 14ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Jamil Rosa de Jesus, que concedeu liminar à União Nacional dos Acionistas Minoritários do Banco do Brasil (Unamibb), suspendendo a vendas das ações do banco que estão em oferta pública.Segundo a assessoria do banco, cabe ao Tesouro Nacional, detentor dessas ações, e ao BNDES, que é o encarregado da venda, se pronunciarem. As ações representam 17,8% do capital do Banco do Brasil. A venda não afetará o controle do BB pela União.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.