Banco do Brasil reduz contribuição ao Previ

A diretoria do Banco do Brasil (BB) decidiu reduzir sua participação nas contribuições ao Plano de Benefícios número 01 da Caixa de Previdência dos Funcionários do BB (Previ). A decisão, que passou a valer em 16 de dezembro, significará economia anual de R$ 150 milhões nos valores que eram destinados à Previ. Até o dia 15 de dezembro, o Banco do Brasil participava com dois terços do volume total de contribuições ao plano da Previ, enquanto os participantes entravam com um terço do volume. Com a decisão, a contribuição do Banco do Brasil passou a ser igual a dos cotistas do Plano, ou seja, um terço. "A dúvida, agora, diz respeito ao que vai acontecer com esse terço que não está sendo coberto", diz Tobias. Segundo ele, a decisão dependerá do diretor fiscal nomeado pela Secretaria de Previdência Complementar (SPC), que deverá resolver a questão no prazo de 120 dias.Como a decisão tem caráter provisório, o BB fez provisão de R$ 150 milhões, para o caso de determinação pela divisão eqüitativa da despesa entre a instituição financeira e os cotistas da Previ. Segundo a nota enviada à CVM e às bolsas de valores, "ainda que a solução definitiva do episódio pela Secretaria de Previdência Complementar não represente risco para o resultado do Banco do Brasil, está garantida a redução de, pelo menos, R$ 150 milhões na despesa com as contribuições à Previ".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.