Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Banco do Brasil também baixa os juros

O Banco do Brasil informou que decidiu reduzir as taxas de juros do cheque especial e do cartão de crédito. Com a decisão, tomada logo após o Banco Central baixar os juros básicos da economia de 22% para 20%, a taxa máxima de juro do cheque especial para pessoa física será reduzida de 7,75% ao mês para 7,61% ao mês. E a taxa mínima cairá de 2,65% para 2,60% ao mês.Nas operações com pessoas jurídicas, a taxa máxima do cheque especial será reduzida de 7,49% ao mês para 7,35% ao mês. E a mínima cairá de 5,18% para 5,10% ao mês. No caso do cartão de crédito, a taxa mínima passará de 2,65% para 2,60% ao mês e a taxa máxima será reduzida de 7,75% ao mês para 7,61% ao mês."Com o novo índice, a redução acumulada na banda máxima dos cheques especiais e do cartão de crédito supera 40% ao ano desde o dia 29 de junho de 2003", diz o comunicado do Banco do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.