Banco do Brasil vai cortar tarifas de serviços, ação despenca

O Banco do Brasil planeja reduzir tarifas de alguns serviços nesta sexta-feira, informou uma fonte com conhecimento do assunto, em uma estratégia que fazia as ações da instituição despencarem mais de 5 por cento e que pode forçar alguns rivais do setor privado a acompanhar.

Reuters

28 de setembro de 2012 | 10h24

Executivos do banco em Brasília estão ainda decidindo que tipo de serviços passarão por redução de tarifas, afirmou a fonte. O impacto de qualquer corte, disse a fonte, será "simbólico" para os resultados futuros do banco.

Como parte do plano, o BB pode reverter uma decisão de janeiro que elevou tarifas de sete serviços, incluindo saques de caixas eletrônicos. "Os alvos dos cortes ainda não foram decididos", acrescentou a fonte.

As ações do Banco do Brasil abriram em queda de mais de 6 por cento nesta sexta-feira e, às 10h15, exibiam baixa de 5,3 por cento, a 24,45 reais, enquanto o Ibovespa caía 0,98 por cento.

Também nesta sexta-feira, analistas do Goldman Sachs reduziram de "compra" para "neutro" a recomendação sobre as ações do Banco do Brasil, citando queda na lucratividade conforme juros e receita com tarifas recuam em meio à pressão crescente do governo.

(Por Guillermo Parra-Bernal)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBBTARIFASATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.