Banco do Japão fornece 5,988 bilhões ao mercado

Japão volta a injetar recursos depois de realizar a primeira absorção de capital na quarta-feira

Efe,

16 Outubro 2008 | 00h58

O Banco do Japão (BoJ, banco central japonês) realizou uma nova contribuição de liquidez ao mercado, avaliada em 600 bilhões de ienes (US$ 5,988 bilhões), depois do desabe em Wall Street, informou a agência local Kyodo.   Veja também: Bolsas asiáticas abrem em queda seguindo Wall Street Fed não descansará enquanto não resolver crise, diz Bernanke Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise    Na quarta-feira, 15, pela primeira vez em 20 dias, o BoJ realizou sua primeira absorção de capital, avaliada em um trilhão de ienes (US$ 9,871 bilhões).   No total, o BoJ injetou no mercado 36,1 trilhões de ienes (US$ 360,585 bilhões) desde que o banco de investimento americano Lehman Brothers quebrou no dia 15 de setembro.   Na quarta-feira o BoJ decidiu absorver dinheiro por considerar que havia um excesso de fundos, um dia depois que o Nikkei registrou a maior alta de sua história.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.