finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Banco do Japão mantém os juros em 0,5%

Governo japonês informa que o Produto Interno Bruto cresceu 2,6% em termos reais entre julho e setembro

Efe,

13 de novembro de 2007 | 02h53

O Banco do Japão (BOJ, central) decidiu nesta terça-feira, 13, manter as taxas de juros em 0,5%, nível em que estão desde fevereiro, quando houve a última alta, conforme tinham previsto os analistas. Segundo informou a agência japonesa Kyodo, o comitê do BOJ optou por manter os juros, por oito votos a um. Nesta terça-feira, o governo japonês informou que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 2,6% em termos reais entre julho e setembro. Foi uma mudança de rumo após a queda de 1,6% entre abril e junho. Até julho de 2006 e durante seis anos, o BOJ manteve os juros em zero por causa de uma longa crise econômica. O banco aumentou os juros para 0,25% em julho de 2006 e depois para 0,50% em 21 de fevereiro de 2007. Mas desde então não voltou a elevar a taxa interbancária. As taxas de juros no Japão se encontram em um nível muito inferior às dos Estados Unidos (4,50%) e União Européia (4%). A diferença tem facilitado as exportações das empresas japonesas.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãojuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.