Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Banco espanhol BBVA avalia que A.Latina escapará de recessão

O presidente do banco espanhol BBVA, Francisco González, está convencido de que a América Latina "se encontra melhor preparada para sair da crise do que em épocas passadas" e descartou que a região entre em recessão. Embora o presidente do segundo maior banco espanhol reconheça que a crise atual também afetou a América Latina após o colapso do Lehman Brothers, ele mostrou otimismo sobre o futuro da região. "Estou convencido de que esta será a primeira crise econômica global em que a região não cairá em recessão", disse González durante evento em Madri. González destacou como elementos essenciais da melhor posição da América Latina o nível de endividamento externo da região ser menor que em crises passadas e que os países acumularam grandes reservas durante o período de altos preços de matérias-primas. "Pensamos que a região será uma das poucas do mundo com crescimento positivo em torno de 2 por cento para 2009", previu. A região representa atualmente mais de 40 por cento dos resultados do Grupo BBVA. REPSOL-YPF TAMBÉM OTIMISTA O presidente da petrolífera Repsol-YPF, Antonio Brufau, também se mostrou otimista no evento na capital espanhola sobre o futuro da América Latina, que representa 95 por cento da produção do grupo. "Pela primeira vez podemos dizer que a crise não foi importada pela América Latina", disse Brufau, que previu um crescimento de 2,5 por cento para a região em 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.