finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Banco ganha mais com tarifa do que com título público

As receitas de prestação de serviço, que incluem as tarifas bancárias, já ultrapassaram os ganhos dos bancos com títulos públicos - remunerados pela taxa básica de juros. Levantamento feito pela agência de classificação de risco Austin Rating mostra que a participação dos serviços atingiu 19,7% do total de receitas das instituições financeiras, ante 19,1% de títulos e valores mobiliários. Com isso, os serviços transformaram-se na segunda principal fonte de recursos dos bancos, atrás apenas das receitas de crédito, que respondem por 47,6% do total.Em dezembro de 1995, as tarifas e taxas cobradas pelas instituições representavam apenas 9,8% das receitas totais. Com o fim dos ganhos com a inflação, os bancos tiveram de se adequar à nova realidade da economia brasileira e passaram a cobrar por serviços que antes eram gratuitos. E tiveram grande sucesso. Só no primeiro semestre deste ano, as receitas de serviços dos dez bancos que apresentaram balanço até ontem somaram R$ 13,8 bilhões, um acréscimo de 22,8% em relação a igual período do ano passado. As receitas com títulos e valores mobiliários ficaram um pouco abaixo, em R$ 13,6 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.