Banco inglês considera exagerada a reação nos mercados ontem

O banco UBS, em nota para investidores, disse hoje que a turbulência registrada nos mercados brasileiros poderá ser revertida logo que houver boas notícias, principalmente em relação ao progresso da reforma na Previdência Social. Segundo a equipe de analistas do banco, "não havia nada de novo que pudesse ser a fonte do mau humor generalizado registrado ontem, exceto o rebaixamento da dívida brasileira pelo Merryl Lynch". O UBS observou, no entanto, que os agentes econômicos começaram a ficar ansiosos com as ameaças de mais invasões pelo Movimento dos Sem-Terra (MST). "Mas nós não achamos que o presidente Lula será leniente com métodos ilegais que tem sido utilizados para pressionar o governo a avançar o mais rapidamente do que é possível considerando-se as promessas eleitorais", disse. "Mesmo assim, o mercado está exigindo uma posição firme rapidamente."Sobre o nervosismo do mercado com as reformas, os analistas do UBS afirmaram que, embora seja improvável que todo o processo seja aprovado até o final desta semana, "o fato de ele estar progredindo é uma notícia boa?. Segundo ele, ontem o mercado reagiu exageradamente e as variáveis se deterioraram de forma substancial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.