Banco japonês será punido por dar crédito a mafioso

O banco Tokyo-Mitsubishi, um dos maiores do Japão, será punido por conceder empréstimos sem garantias a um cliente com conexões com o crime organizado e condenado esta semana por malversação de fundos, informa neste sábado a imprensa local.Os créditos de milhões de dólares começaram em 1984, dados pelo banco Sanwa, que foi absorvido pelo grupo Tokyo-Mitsubishi. Eles beneficiaram Kunihiko Konishi, então presidente da organização Asukakai, com sede em Osaka, no oeste do país, segundo fontes citadas pelo jornal "Nikkei".A Asukakai foi criada para ajudar os "buraku", um grupo social japonês marginalizado desde a época feudal por desempenhar trabalhos considerados impuros na tradição budista, como sacrificar animais e curtir peles.Konishi foi condenado a seis anos de prisão por malversação de fundos. Segundo o "Nikkei" a punição da Agência de Serviços Financeiros ao UFJ++ incluirá uma suspensão de novos créditos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.