Banco J.P.Morgan eleva recomendação para papéis do Brasil

O banco de investimentos J.P. Morgan elevou a recomendação para os títulos da dívida brasileira de neutra para overweight (acima da média), , em sua carteira modelo, uma vez que a instituição recomenda aos investidores elevar sua exposição em papéis de alta rentabilidade. Em relatório divulgado hoje, o banco de investimento disse que moveu o Brasil para 1% overweight, já que os "spreads atuais refletem risco superior ao real". O J.P. Morgan acrescentou que os fundamentos brasileiros "destacam-se entre os de outros papéis high-yield e o risco de uma crise de confiança é mínimo, diante do compromisso do atual governo com a disciplina fiscal e as reformas". Outros ajustes recomendados pela instituição incluem reduzir a Argentina para 1% underweight. O J.P. Morgan diz que os preços dos ativos da dívida do país devem continuar sendo orientados pelo sentimento do investidor em relação ao novo governo, que assumiu o poder em maio. O J.P. Morgan recomendou reduzir a posição overweight em Rússia para 3,5%, de 5%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

02 Julho 2003 | 11h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.