bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Banco Mundial cancela algumas dívidas de países pobres

O Banco Mundial (BM) anunciou nesta quinta-feira que cancelará algumas dívidas que Bolívia, Honduras, Nicarágua e outros países pobres têm com a Associação Internacional de Desenvolvimento, vinculada a esse organismo multilateral.O cancelamento, que faz parte da Iniciativa Multilateral para o Alívio da Dívida do BM, entrará em vigor em 1º de julho, segundo o organismo.A Associação Internacional de Desenvolvimento pretende destinar US$ 37 bilhões ao pagamento de dívidas de países pobres nos próximos 40 anos. A agência do BM já comprometeu US$ 17 bilhões extras sob a Iniciativa para os Países Pobres Altamente Endividados (PPAE, na sigla em inglês)."Asseguramos um nível de compromisso de fundos dos doadores que nos permite aplicar a iniciativa multilateral para o alívio das dívidas", disse o presidente do BM, Paul Wolfowitz.Este cancelamento das dívidas permitirá aos países beneficiados canalizarem mais recursos a programas de ajuda aos mais necessitados.Os países que reuniram todos os requisitos para serem beneficiados com o PPAE podem ter acesso à redução adicional da dívida.Inicialmente, será cancelado o total das dívidas de Benin, Bolívia, Burkina Fasso, Camarões, Etiópia, Gana, Guiana, Honduras, Madagascar, Mali, Mauritânia, Moçambique, Nicarágua, Níger, Ruanda, Senegal, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.Os outros países incluídos no programa PPAE serão elegíveis para o cancelamento de dívidas assim que cumprirem os requisitos da iniciativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.