Banco Mundial elogia programas de combate à pobreza do Brasil e do México

Durante sua primeiro dia de visita oficial ao México, o presidente do Banco Mundial, Paul Wolfowitz, elogiou o programa brasileiro Bolsa Família, do governo Lula, cujos fins, segundo ele, são muito similares aos do projeto mexicano "Oportunidades", implementado pelo presidente Vicente Fox. Wolfowitz, que assumiu a Presidência do Banco Mundial em junho passado, está no México para apoiar os esforços do país em obter um crescimento econômico mais dinâmico e mais inclusivo para a maioria da população. O México é um dos principais beneficiários do banco, que financia atualmente um total de 19 projetos no país, por meio de empréstimos de US$ 3,3 bilhões e doações de US$ 800 milhões, segundo relatórios da instituição. No período 2000-2005, o México conseguiu reduzir a porcentagem de afetados pela extrema pobreza de 24,2% para 17,6% da população de 106 milhões de habitantes, segundo dados do Banco Mundial.

Agencia Estado,

26 Abril 2006 | 03h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.