Banco Mundial escolherá sucessor de Zoellick até 20 de abril

Governo dos Estados Unidos deve escolher quem vai ocupar o cargo; em artigo no 'FT', professor propôs o nome de Lula

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2012 | 19h19

O Banco Mundial divulgou que escolherá o sucessor do presidente da instituição, Robert Zoellick, até 20 de abril. Na quarta-feira, Zoellick disse que deixaria o posto ao fim de seu mandato, em 30 de junho.

Zoellick, que é norte-americano, foi apontado pela Casa Branca para o Banco Mundial no mandato do ex-presidente republicano George W. Bush. Ele comandou a instituição durante um dos períodos econômicos mais voláteis na história moderna.

Tecnicamente, os membros do Banco elegem o novo líder, mas geralmente é Washington que escolhe quem vai ocupar o cargo. Essa regra informal está em vigor desde que os EUA ajudaram a fundar a instituição, após a Segunda Guerra Mundial.

O governo norte-americano ainda não informou oficialmente quem será indicado para o posto de Zoellick, mas Lael Brainard, subsecretário do Departamento do Tesouro para assuntos internacionais, parece ser o preferido da administração Obama. Também são citados os nomes do ex-secretário do Tesouro Lawrence Summers e da secretária de Estado Hillary Clinton.

Em artigo no site do Financial Times, Gregory Chin, professor de Ciência Política da York University, no Canadá, propõe o nome de Lula para presidente do Banco Mundial. Para o articulista, Lula é o candidato ideal pela sua gestão competente da economia brasileira, pelo seu carisma, pelos laços que criou entre os países emergentes e pelo seu prestígio junto aos países ricos.

(Com informações da Dow Jones)

 
Tudo o que sabemos sobre:
Robert ZoellickBanco MundialLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.