Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Banco Pan aprova adesão ao programa Refis

O Banco Pan anunciou nesta quinta-feira que o seu conselho de Administração aprovou a adesão ao Refis, o programa de refinanciamento de dívidas tributárias do governo federal, referente às contribuições ao PIS e COFINS entre 2006 e 2012.

MARCELO RIBEIRO SILVA, Agencia Estado

29 de novembro de 2013 | 05h21

Após a decisão, o Pan pagou nesta quinta-feira a importância de R$536,2 milhões, se beneficiando da redução de 100% dos juros, dos juros sobre multas, e das multas aplicadas sobre os valores das respectivas contribuições, que corresponde a R$288,9 milhões. Com isso, a companhia pôs fim à discussão judicial sobre o tema.

Mesmo com o resultado apurado pela adesão ao Refis sendo positivo em R$ 21,4 milhões, com o pagamento do débito, o crédito tributário sobre o PIS e COFINS será realizado em 2013 e gerará prejuízo fiscal, cuja ativação contábil depende do preenchimento dos requisitos exigidos pelas normas regulamentares.

"Em caso de não ativação do prejuízo fiscal, essa operação poderá resultar em um impacto líquido de até R$180 milhões sobre o lucro", informou o Banco Pan, em comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
brasilbanco panrefis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.