Banco português compra licença para funcionar no Brasil

O Banco Português de Negócios - o sexto maior banco privado português - adquiriu do Itaú uma licença para trabalhar no mercado brasileiro. O valor pago pela licença, que estava associada ao nome Banco Itaú Investe, foi de ? 3,4 milhões (3 milhões de dólares). "Foi uma licença que o Itaú tinha e não estava utilizando. Não era um ativo, apenas o capital social", afirmou uma fonte do banco português. Segundo ela, o grupo vai se dedicar à área de banco de investimento e o banco vai receber outro nome, que poderá ser Banco Português de Negócios Brasil ou BPN Brasil.A sede do novo banco será em São Paulo e o objetivo é iniciar as atividades em abril ou maio - dependendo da autorização do Banco Central. A entrada no mercado brasileiro faz parte da estratégia de internacionalização do grupo, que inclui também o mercado espanhol.Figo Em Portugal, o banco conseguiu associar o seu nome à maior figura do esporte do país. Tem a exclusividade da imagem do jogador Figo - do Real Madrid, considerado no ano passado o melhor do mundo. Em troca, o jogador ficou com uma percentagem do capital do banco. Além de Figo, o grupo também utiliza a imagem da pianista Maria João Pires.Com 120 agências em Portugal, o Banco Português de Negócios atua nas áreas de varejo, private banking, banco de investimentos, crédito especializado, leasing e seguros. É uma das instituições mais agressivas no mercado português. No primeiro semestre do ano passado, teve lucros de ? 6,2 milhões, um crescimento de 108% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os seus ativos totais atingiram 2 bilhões de euros, o dobro do total no final do primeiro semestre de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.