Banco Safra tem maior alta de tarifa antes de nova regra

O banco Safra aumentou em 183,3% a tarifa para fornecimento de talão de cheque desde janeiro do ano passado até o último reajuste, anunciado hoje, que entrará em vigor em 30 de abril. Na mesma data, passa a valer a nova regulamentação do Conselho Monetário Nacional (CMN) para taxas de serviço bancário. Em janeiro de 2007, a tarifa por dez folhas de cheque no Safra custava R$ 6; daqui a um mês, custará R$ 17.As regras do CMN foram anunciadas em dezembro. A intenção do governo foi padronizar e limitar o número de tarifas cobradas. Não há, no entanto, qualquer imposição quanto aos valores das taxas. O assessor técnico da área de Ouvidorias da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), André Luis dos Santos, diz que a instituição não tem qualquer poder ou intenção de discutir valores com os bancos. "Tabelamento está fora de questão", afirma. "Não faz parte do propósito dessa federação discutir preços."Procurada pela Agência Estado, a assessoria de imprensa do Safra não respondeu até a publicação desta reportagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.