coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Banco suíço terá de entregar dados de clientes aos EUA

O governo suíço obrigou o banco local Julius Baer a entregar dados sobre clientes americanos, que serão repassados às autoridades fiscais dos Estados Unidos, em meio a sinais de que uma disputa de longa duração entre os dois países está perto de ser resolvida.

ZURIQUE, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2013 | 02h06

A direção do Julius Baer disse ontem que estava trabalhando para fornecer os dados, que serão entregues nos termos de um já existente tratado de dupla tributação entre Suíça e EUA. O banco, porém, se recusou a informar quantos clientes estariam envolvidos.

O Julius Baer está no grupo de cerca de uma dúzia de bancos suíços que está sob investigação de autoridades americanas que buscam reprimir os recursos ocultos em contas bancárias na Suíça.

Um acordo intermediado pelo governo suíço é esperado, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto, e deve envolver bilhões de dólares em multas e a entrega de nomes de clientes.

No entanto, o ministro das Finanças suíço Eveline Widmer-Schlumpf precisa encontrar uma maneira de fazer o acordo palatável na Suíça, dada a tradição de sigilo bancário que ajudou a construir a indústria financeira de US$ 2 trilhões do país. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.