Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bancos anunciam redução de juros após corte da Selic

Banco do Brasil, Bradesco e Banco Real cortaram taxas para pessoa física e jurídica

Agência Estado, Agencia Estado

05 de setembro de 2007 | 20h25

Após o corte da Selic - a taxa básica de juros da economia - em 0,25 ponto porcentual, alguns bancos anunciaram a redução das taxas ao consumidor.  Veja também:  A evolução da taxa Selic   Em decisão unânime, Copom reduz juro para 11,25% No Banco do Brasil, o corte da taxa foi no BB Giro Rápido - Crédito Fixo, linha de crédito destinada ao capital de giro de micro e pequenas empresas. A taxa mínima agora é de 2,19% ao mês e a máxima de 2,53% ao mês, ante os 2,23% e 2,57% ao mês, respectivamente, cobrados anteriormente. O Bradesco reduziu as taxas de juros de diversas modalidades de crédito, tanto para pessoas físicas como para jurídicas. A partir de amanhã, a taxa máxima do cheque especial, por exemplo, passa de 7,91% para 7,89% ao mês e a mínima, de 4,39% para 4,38% ao mês. Para pessoa jurídica, os juros do capital de giro caíram de 4,34% para 4,32% ao mês, na máxima, e de 2,78% para 2,76% ao mês na mínima. No Banco Real, a taxa do crédito pessoal com garantia de veículos passará de 3,45% para 3,39% ao mês. Algumas linhas do CDC Socioambiental Pessoa Física cairão de 2,35% para 2,05% ao mês.   

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.