Bancos anunciam redução de juros depois da decisão do Copom

Depois da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que reduziu a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 1,5 ponto porcentual ? de 19% ao ano para 17,5% ao ano ?, alguns bancos já anunciaram a queda dos juros nas linhas de crédito.O primeiro a anunciar foi o Bradesco. Para pessoa física, a taxa máxima do cheque especial do Bradesco cai de 8,29% para 8,18% ao mês e a mínima, de 3,08% para 3,04% mensais. O juro máximo do crédito pessoal passa de 5,80% para 5,69% ao mês e o mínimo de 3,38% para 3,27% mensais. No segmento empresarial, a linha de capital de giro passa de 6,23% para 6,12% ao mês na máxima e de 3,15% para 3,04% ao mês na mínima. A taxa máxima de desconto de duplicata e de cheque cai de 4,78% para 4,67% ao mês e a mínima, de 2,14% para 2,03% ao mês. As novas taxas valem a partir desta quinta-feira.Banco do BrasilNo Banco do Brasil, as taxas mensais do cheque especial e do cartão de crédito serão cortadas, a partir de sexta-feira, e 2,60% para 2,56% na mínima e de 7,61% para 7,57% ao mês na máxima. Os juros do empréstimo para a aquisição de veículo cairão de 2,72% para 2,65% ao mês e as taxas das linhas de financiamento para a compra de eletro-eletrônicos serão reduzidas de 3,02% para 2,98% ao mês. As taxa da linha de eletrodomésticos com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) também foram reduzidas ? de 2,53% para 2,45% ao mês. Nas operações com pessoas jurídicas, os juros do crédito rotativo para pequenas empresas serão cortadas de 7,35% para 7,31% ao mês, e as taxas do crédito fixo serão diminuídas de 2,96% para 2,83%. CEFA Caixa Econômica Federal (CEF) reduzirá as taxas na próxima segunda-feira. Os juros do crédito pessoal cairão de 3,31% para 3,20% na mínima e de 5,71% para 5,60% ao mês na máxima. As taxas do penhor serão reduzidas de 3,22% para 3,12% ao mês na máxima, e as do crédito direto ao consumidor diminuirão de 5,81% para 5,70% ao mês. Os juros do cartão de crédito rotativo cairão de 9,70% para 9,58% ao mês na máxima.Nas operações com pessoas jurídicas, os juros do empréstimo de capital de giro serão reduzidos de 2,10% para 1,99% na mínima e de 2,75% para 2,64% na linha mais cara. HSBCO HSBC reduziu as taxas de juros mínima e máxima do cheque especial para pessoas físicas e das taxas de desconto de cheques e de duplicatas. As novas taxas passam a vigorar a partir de 1º de dezembro. Com relação ao cheque especial para pessoas físicas, a taxa caiu de 5,58% para 3%. A máxima caiu de 8,38% para 8,30%. As taxas de juros do empréstimo pessoal foram mantidas.A taxa mínima do desconto de cheques foi reduzida de 2,40% para 2,20% e a máxima, de 3,80% para 3,70%. No caso do desconto de duplicatas, a taxa mínima caiu de 2,30% para 2,20% e a máxima de 3,80% para 3,70%.AcrefiPara o presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamentos e Investimentos (Acrefi), Ricardo Malcon, o corte de 1,5 ponto percentual na Selic superou as expectativas e permitirá às financeiras e bancos continuarem reduzindo os juros do crédito ao consumidor. Além disso, segundo ele, pode acelerar a retomada da economia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.