Bancos continuarão enfrentando desafios em 2003, diz Standard & Poor´s

O relatório "Bancos Brasileiros: o que se espera em 2003?" publicado pela Standard & Poor´s, afirma que os bancos que operam no Brasil continuarão enfrentando grandes desafios em 2003, como resultado da volatilidade no mercado financeiro brasileiro. A adequação de capital e liquidez deverão permanecer em níveis apropriados, porém vulneráveis ao valor de mercado dos títulos públicos, visto que estes são o principal instrumento financeiro utilizado para fins de liquidez, afirma o relatório. "É provável que a rentabilidade dos bancos permaneça elevada, apesar de prejudicada pelos esforços para aumentar o volume de provisionamento, haja vista a pressão sobre a qualidade dos ativos", disse Daniel Araújo, analista da área de serviços financeiros da S&P. A preocupação com relação à qualidade dos ativos resulta dos títulos públicos mantidos pelo setor bancário, bem como de uma deterioração na carteira de empréstimos do setor privado, afirma a S&P. Com a dívida do Brasil de longo prazo classificada na categoria "BB" em moeda local e "B+" em moeda estrangeira, ambas com perspectiva negativa, a S&P acredita que a carga da dívida brasileira é administrável. Contudo, os riscos ficaram mais elevados devido à magnitude dessa carga e da composição/prazo da dívida emitida localmente.A qualidade dos empréstimos para o setor privado vem sendo negativamente afetada, entre outras, pela redução de liquidez enfrentada pelas empresas com relação aos vencimentos de dívida externa desde o segundo semestre de 2002, acrescenta o relatório da S&P.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.