Bancos da Grécia concordam em investir € 25 bi na economia

O presidente da Federação de Bancos Gregos, Vassilis Rapanos, prometeu ajudar na revitalização dos mercados na Grécia, que estão sofrendo com a falta de liquidez

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de setembro de 2010 | 11h47

O governo da Grécia chegou a um acordo com os bancos comerciais do país, que receberam garantias estatais de € 55 bilhões, segundo o qual eles agora vão injetar € 25 bilhões (US$ 33,6 bilhões) na economia. "Nós alcançamos um acordo de liquidez com os bancos para fornecimento de € 25 bilhões ao mercado na forma de empréstimos", afirmou o Ministro de Finanças, George Papaconstantinou, depois de uma reunião com o presidente da federação de bancos gregos.

Os bancos da Grécia receberam garantias estatais de € 30 bilhões do governo anterior do país, em 2009, bem como € 25 bilhões adicionais da atual administração. Papaconstantinou vem pedindo que os bancos da Grécia deem suporte à indústria grega enquanto o país tenta lidar com uma forte desaceleração da economia, que deverá ter contração de 4% neste ano.

O presidente da Federação de Bancos Gregos, Vassilis Rapanos, prometeu ajudar na revitalização dos mercados na Grécia, que estão sofrendo com a falta de liquidez. O crédito disponibilizado a companhias e indivíduos gregos caiu € 1,2 bilhão em agosto, na comparação com julho, de acordo com os dados mais recentes.

Ontem a agência de classificação de risco Moody's afirmou que manteve a perspectiva negativa para o setor bancário grego, mas Papaconstantinou insistiu nesta terça-feira que o setor "está sólido e robusto, o que foi confirmado pelos recentes testes de estresse europeus". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciabancosUnião Europeiacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.