Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bancos da Itália tomaram € 110 bi em fundos do BC europeu hoje

Segundo fonte, o UniCredit, que teve seu rating rebaixado pela agência Fitch nesta terça, teria tomado um crédito de € 7,5 bilhões de euros

Álvaro Campos, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2011 | 16h14

MILÃO - Os bancos da Itália tomaram € 110 bilhões em fundos do Banco Central Europeu (BCE) nesta quarta-feira, 21, segundo uma pessoa com conhecimento direto da situação. Essa quantia inclui € 40 bilhões tomados nas operações de liquidez de longo prazo (LTRO).

A principal operadora de bolsa de valores da Itália, a Borsa Italiana, já havia informado mais cedo que os bancos do país tinham tomado € 40 bilhões nas LTROs hoje. O UniCredit teria tomado um crédito de € 7,5 bilhões de euros e a Banca Monte dei Paschi di Siena teria tomado € 10 bilhões emprestados.

Na última terça-feira, a agência de classificação de risco Fitch colocou em revisão negativa o rating de 7 bancos italianos e rebaixou a nota de longo prazo e de viabilidade do Unicredit de A para A-, ambas com perspectiva negativa.

O executivo-chefe do UniCredit, Federico Ghizzoni, anunciou na semana passada que o banco iria usar as LTROs. Já o Intesa Sanpaolo disse hoje que usou essas operações para otimizar o custo do financiamento das dívidas de médio e longo prazo em 2012.

Nesta quarta, o BCE alocou € 489,191 bilhões na primeira de duas bastante esperadas operações de liquidez de longo prazo, superando as expectativas da maior parte dos analistas, em um sinal de que os bancos esperam que outras fontes de financiamento continuem apertadas durante 2012. O resultado alimentará a esperança de que os bancos usem os recursos para sustentar os mercados de bônus da zona do euro, embora alguns analistas avaliem que a medida pode ter efeito limitado. 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bancositáliafundos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.