Bancos debitam CPMF até 4 de janeiro para zerar operações de 2007

Isso porque, na primeira semana do ano, o débito/retenção da CPMF poderá ocorrerá até sexta

27 de dezembro de 2007 | 19h46

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou nesta quinta-feira, 27, que os bancos debitarão até o próximo dia 4 de janeiro, das contas de seus clientes, a Contribuição Provisória sobre a Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira (CPMF) referente às movimentações ocorridas no final de dezembro. A entidade explicou em comunicado que o débito/retenção da CPMF pode ocorrer em dois momentos: a) diariamente - nas movimentações de balcão, débito em contas de Poupança e em Contas Correntes; e b) semanalmente, às sextas-feiras, envolvendo a movimentação em conta corrente do período de quinta-feira da semana anterior até quarta-feira da semana do débito/retenção. "Este é o procedimento adotado pela grande maioria das Instituições. O recolhimento é efetuado no terceiro dia útil da semana seguinte à ocorrência do débito/retenção o que, normalmente, acontece às quartas-feiras, salvo nas semanas em que existam feriados." Por isso, na primeira semana do ano, o débito/retenção da CPMF, dependendo da rotina de cada banco, ocorrerá até sexta-feira, dia 4 de janeiro. "A partir do dia 7 de janeiro, com a extinção do tributo, não haverá mais débito/retenção de CPMF", assegura a entidade. Segundo a Febraban, os bancos afiliados estão sendo orientados a tão somente deixarem de efetuar a cobrança da CPMF, mas manter operacionais os demais mecanismos, especialmente os instrumentos para transferência de mesma titularidade (Cheque TB, DOC TB, TD e conta investimento etc).

Tudo o que sabemos sobre:
CPMF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.