Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancos do Japão perdem US$ 13 bi com ações em 2008

Os três maiores grupos bancários do Japão registraram um total de 1,3 trilhão de ienes (US$ 13,6 bilhões) em perdas no valor de controles acionários no ano fiscal de 2008, marcando a primeira vez em seis anos que o prejuízo ultrapassou 1 trilhão de ienes, segundo o jornal japonês The Nikkei. O montante foi quase três vezes maior do que o registrado no ano fiscal de 2007.

AE-DJ, Agencia Estado

16 de maio de 2009 | 15h43

A Mitsubishi UFJ Financial Group registrou 570 bilhões de ienes em perda, enquanto o Mizuho Financial Group e o Sumitomo Mitsui Financial Group perderam 510 bilhões de ienes e 220 bilhões de ienes, respectivamente.

Essas perdas, além das que têm origem na concessão de empréstimos ruins, foram a razão principal para que os três bancos registrassem prejuízo líquido no ano que terminou em março passado. As instituições haviam tido 1,6 trilhão de ienes em perdas com controles acionários no ano fiscal de 2002, ano em que a bolha da internet estourou.

Depois disso, os bancos agiram para reduzir seus acordos de controle acionário cruzado com tomadores de empréstimo corporativos, diminuindo tais investimentos em termos de valor contábil até março de 2005. Mas, desde então, os níveis de controle acionário cruzado permaneceram sem mudança.

Em consequência da crise econômica que emergiu no ano passado, os bancos deverão reduzir ainda mais essas posições, para evitar que futuros declínios nos valores pesem seriamente sobre seu lucro.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobancosperdas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.