Bancos e mineradoras lideram queda acentuada de bolsas na Europa

As bolsas de valores européiasfecharam em forte queda nesta quinta-feira, puxadas por perdasno setor financeiro em meio ao temor de que os bancos possamainda não ter revelado todo o impacto da crise de crédito sobreseus balanços. As mineradoras também caíram, afetadas pela queda nospreços dos metais. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst300, que reúne as principais ações das empresas européias, caiu2,27 por cento, para 1.511 pontos. A HBOS, maior casa hipotecária da Grã-Bretanha, recuou 8,22por cento após anunciar um abalo de 180 milhões de libras(367,7 milhões de dólares) no valor de seus ativos por conta dacrise de crédito, que também afetou as margens da companhia. O índice DJSTOXX de matérias-primas, que também incluiações de mineradoras, teve a pior performance setorial, combaixa de 4,6 por cento. A mineradora Rio Tinto recuou 6,42 porcento e a BHP Billiton teve baixa de 6 por cento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de2,98 por cento, a 6.364 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,83 por cento, para 7.928pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 2,65 por cento, para 5.590pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,67 porcento, a 29.635 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 2,27 porcento, para 15.499 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve desvalorização de 1,73 porcento, para 12.835 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.