Bancos e mineradoras puxam alta de bolsas européias

A alta das ações de bancosimpulsionou o principal índice das bolsas de valores européiasnesta segunda-feira, após a surpresa positiva do mercado com osresultados trimestrais do Bank of America . De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300avançou 0,49 por cento, para 1.169 pontos. "Houve alguns números bons do Bank of America e issoacalmou o mercado", disse Joerg Rahn, economista da MM Warburg."É o alívio de que nem todo mundo está indo mal, nem todos osbancos estão sendo afetados com força pela crise." Entre os bancos, o ING subiu 3,5 por cento, o Royal Bank ofScotland avançou 1,6 por cento e o UBS teve alta de 2,2 porcento. A alta das ações de mineradoras também ajudou o mercado. ARio Tinto avançou 3 por cento, a Kazakhmys subiu 4,6 por centoe a BHP Billiton teve alta de 2,9 por cento. A queda de 5 por cento das ações da farmacêutica suíçaRoche, porém, limitou em parte os ganhos. Ela foi a principalinfluência negativa sobre o índice europeu após oferecer 43,7bilhões de dólares para comprar todas as ações disponíveis nomercado da norte-americana Genentech . Nos Estados Unidos, as ações da Genentech subiam 12,4 porcento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,52por cento, a 5.404 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,66 por cento, para 6.424pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,65 por cento, para4.327 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 0,65 porcento, a 21.731 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 0,93 porcento, a 11.784 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve valorização de 1,63 porcento, para 8.815 pontos. (Reportagem de Eva Kuehnen)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.