Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancos e mineradoras puxam queda das bolsas na Europa

Preocupações dos investidores com a velocidade da recuperação econômica também influenciaram na baixa

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

17 de agosto de 2009 | 14h38

Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em baixa nesta segunda-feira, 17, puxados pelo declínio nos papéis dos setores financeiro e de mineração, em meio às preocupações dos investidores com a velocidade da recuperação econômica. O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 caiu 2%, para 224,21 pontos, voltando a se aproximar de níveis que não eram registrados desde julho.

 

Em termos de mercados regionais, o índice FTSE-100 da Bolsa de Londres recuou 68,96 pontos (1,46%), para 4.645,01 pontos. Em Frankfurt, o índice Xetra-DAX caiu 107,50 pontos (2,02%), para 5.201,61 pontos. Na Bolsa de Paris, o CAC-40 teve queda de 75,58 pontos (2,16%), para 3.419,69 pontos. Em Madri, o índice IBEX-35 recuou 303,40 pontos (2,78%), para 10.598,50 pontos.

 

"Uma onda de aversão ao risco dominou os mercados nesta manhã diante de dados fracos sobre a confiança nos EUA, divulgados na sexta-feira", afirmaram estrategistas do RBC Capital Markets. Em Xangai, as ações sofreram o declínio mais acentuado deste ano, em termos porcentuais.

 

Na Europa, os papéis de bancos fecharam em território negativo, com Société Generale recuando 2,1%, UniCredit perdendo 3,8% e KBC caindo 4,4%. O Swedbank encerrou em baixa de 0,8% em Estocolmo após afirmar que fará uma oferta de 15 bilhões de coroas suecas (US$ 2,07 bilhões) em novas ações para fortalecer sua posição de capital.

 

Entre as mineradoras, a BHP Billiton perdeu 3,2% e a Xstrata recuou 5,5%. No setor petrolífero, a Total caiu 2,2% e a Repsol fechou em queda de 2,7%. "Os bancos e as mineradoras são os mais expostos à recuperação da economia mundial. O preço do petróleo está caindo, então não é surpreendente que as petrolíferas estejam em baixa", disse Andrew Lynch, gerente de carteiras de investimento da Schroder Investment Management.

 

No segmento automobilístico, a Volkswagen caiu 9,9%, ampliando as perdas registradas de sexta-feira. A Volks concordou em adquirir uma participação de 42% na unidade de carros esportivos da Porsche. As ações da Porsche subiram 3,1%. A Daimler fechou em baixa de 3,3% e a BMW perdeu 2,3%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropamercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.