Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancos e montadoras pressionam e bolsas da Europa recuam

As bolsas de valores da Europa fecharam em queda nesta segunda-feira, abatidas por ações de bancos, montadoras e petrolíferas e influenciadas pelo mau humor de Wall Street. O índice FTSEurofirst, que reúne as principais praças da região, teve queda de 1,5 por cento, a 810 pontos. Foi o sétimo dia de queda nos últimos oito pregões do indicador que acumula baixa de 44 por cento no ano. "Poucos poderiam prever quão traumático 2008 seria, quanta volatilidade haveria nos mercados e quão destrutiva seria a crise de crédito", afirmou Henk Potts, estrategista do Barclays Stockbrokers. Os bancos lideraram as perdas do dia, com Santander caindo 2,77 por cento e UBS recuando 4,3 por cento. O BNP Paribas perdeu 2,34 por cento, em meio à renovação dos temores de que o banco tenha que levantar capital se não comprar o Fortis. O presidente-executivo do BNP, Baudouin Prot, disse ao Les Echos que a instituição não precisará de aumento de capital se sua oferta pelo Fortis falhar. Os papéis de montadoras também destacaram-se após a Toyota, maior fabricante de veículos do mundo, ter previsto que sofrerá seu primeiro prejuízo operacional. A Volkswagen despencou 5,9 por cento, a Porsche caiu 0,12 por cento e a BMW declinou 3,9 por cento. As ações do setor de energia seguiram a queda de mais de 2 por cento do petróleo no mercado internacional. Total recuou 2,46 por cento e Royal Dutch Shell perdeu 1,3 por cento. "Foi um pregão bastante fraco. Os investidores estão focando muito sobre o que 2009 tem a oferecer. A primeira metade do ano será difícil e volátil (mas), há certamente mais esperança se você olhar para a segunda metade do ano", acrescentou Potts. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 0,88 por cento, a 4.249 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 1,23 por cento, para 4.639 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 se desvalorizou 2,31 por cento, para 3.151 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa 1,68 por cento, a 14.950 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 1,83 por cento, para 9.098 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve recuo de 0,05 por cento, para 6.208 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.