Bancos e petróleo fazem bolsas europeias caírem pelo 7o dia

O índice das principais ações europeias caiu pela sétima sessão seguida nesta quinta-feira, com destaque para a queda do setor financeiro e de papéis ligados ao setor de energia por conta da trajetória do petróleo. O índice FTSEurofirst 300 fechou em baixa de 0,98 por cento, a 796 pontos, após ter atingido a mínima em seis semanas de 788 pontos. Os bancos apresentaram a maior perda setorial no índice, com o Deutsche Postbank desabando 18,7 por cento, Lloyds TSB cedendo 11,7 por cento e BNP Paribas caindo 6,6 por cento. "Existe um grau de ceticismo em relação às ações que os governos vêm tomando. Os mercados vão provavelmente retomar as perdas e continuar a ver níveis elevados de volatilidade", disse Darren Winder, diretor de macroeconomia e pesquisa estratégica na Cazenove. Ele disse que os investidores ainda estão desconfortáveis com níveis muito altos de dívida e níveis muito baixos de poupança. Esse é um estágio anterior ao declínio da atividade econômica e a recessão deve se aprofundar. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 1,42 por cento, a 4.121 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 1,94 por cento, para 4.336 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 cedeu 1,84 por cento, para 2.995 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,44 por cento, a 14.526 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 0,94 por cento, para 8.611 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve valorização de 1,02 por cento, para 6.342 pontos. (Reportagem de Atul Prakash)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.