Bancos japoneses recusam-se a participar de superfundo

Os bancos japoneses Mitsubishi UFJ Financial Group, Sumitomo Mitsui Banking e Mizuho Corporate Bank rejeitaram os pedidos para que participassem de um fundo de resgate criado por bancos norte-americanos para enfrentar a crise do crédito, conhecido como Super SIV, informou o jornal Nikkei em sua edição da manhã de quinta-feira.A cada um dos três bancos foi pedida a criação de uma linha de crédito de até US$ 5 bilhões para o fundo. Segundo o Nikkei, as três instituições japonesas analisaram o pedido com atenção, mas se recusaram a tomar parte no fundo por causa da dificuldade para explicar por que os bancos do Japão deveriam oferecer total cooperação apesar de estarem relativamente livres dos problemas das hipotecas de risco (subprime). Eles concluíram que a criação de uma linha tão volumosa em dólares seria difícil, tendo em vista o atual ambiente financeiro, e também expressaram dúvidas quanto à sua efetividade.Entre os grandes bancos dos EUA que integram o portfólio estão Citigroup, JP Morgan Chase e Bank of America. Com um total de US$ 50 bilhões em capital, essa carteira vai comprar instrumentos de dívida securitizada com rating elevados de veículos de investimento estruturado (SIV, na sigla em inglês) que operam sob a administração de bancos que enfrentam a crise do crédito. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.