Bancos mantêm horário de funcionamento por mais 10 dias

Mesmo com o anúncio do fim do racionamento de energia, previsto para ocorrer nesta quarta-feira, os bancos ainda devem manter o atual horário de funcionamento pelo menos por mais 10 dias. Atualmente, as agências estão abrindo das 9 às 14 ou das 9 às 15 horas, de acordo com o tamanho da cidade.O diretor de Normas do Banco Central, Sérgio Darcy, informou que o novo horário somente será definido na reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) marcada para o dia 28 deste mês. A idéia do BC é restabelecer o horário que prevalecia antes do racionamento, mas o assunto ainda será discutido pelos diretores do BC e precisa ser aprovado pelo CMN.De acordo com uma resolução de julho de 1996, as instituições financeiras podem definir o horário de funcionamento das suas agências desde que mantenham as portas abertas ao público por, pelo menos, cinco horas diárias ininterruptas.O BC exige, também, que todos os bancos do País estejam abertos no período compreendido entre 12 e 15 horas. Com base nessa orientação, a Federação das Associações de Bancos (Febraban) recomendou horários distintos para cada região, observando o porte de cada cidade.Tudo isso foi suspenso no início de junho do ano passado por causa do racionamento. A necessidade de economizar energia nas agências bancárias obrigou o BC a antecipar o horário de abertura dos bancos para 9 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.