seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Bancos nos EUA aceitam suspensão de execução de hipotecas

Execução temporária seria mantida até que Obama anunciasse plano para ajudar proprietários com dificuldades

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

11 de fevereiro de 2009 | 19h58

Os executivos-chefes do Citigroup e do Bank of America disseram nesta quarta-feira, 11, aos congressistas americanos que estariam dispostos a suspender as execuções de hipotecas até a administração do presidente Barack Obama anunciar um novo plano para ajudar os proprietários que enfrentam dificuldades em manter suas casas. Veja também:Entenda o novo plano dos EUA para resgatar bancosSenado aprova pacote de US$ 838 bilhões por 61 votos a 37EUA anunciam US$ 1 trilhão para bancos com problemasDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  "Se pudermos colocar um período de tempo sobre isso, faríamos isso", disse o executivo-chefe do Bank of America, Kenneth Lewis, que junto com CEOs de outros sete grandes bancos americanos prestaram depoimento em uma audiência do Comitê de Serviços Financeiros, que tem como objetivo examinar como os bancos estão usando os fundos públicos fornecidos através do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp), do Departamento do Tesouro.  O executivo-chefe do Citigroup, Vikram Pandit, também disse que estava disposto a se comprometer a ajudar mais os proprietários a permanecerem em suas casas. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.