Bancos nos EUA têm lucro recorde no 1º trimestre

Os bancos e instituições de poupança dos EUA lucraram o recorde de US$ 29,4 bilhões no primeiro trimestre desse ano ? mais de US$ 2 bilhões acima do recorde anterior registrado no terceiro trimestre do ano passado. A agência federal, que garante os depósitos bancários nos EUA (FDIC, na sigla em inglês), divulgou os dados do primeiro trimestre, juntamente com uma atualização sobre os dois fundos de seguro de depósitos do FDIC. Os dois fundos permaneceram acima dos níveis exigidos, sugerindo que a maioria dos bancos não vai precisar pagar nenhum prêmio de seguro de depósito no futuro próximo. O economista-chefe do FDIC, Richard Brown, disse que os bancos continuam se beneficiando das baixas taxas de juro, que estimularam a demanda por crédito hipotecário e também elevaram o valor dos ativos mobiliários dos bancos.A qualidade do crédito continua melhorando, contribuindo com o resultado dos balanços dos bancos, acrescentou. "Vemos novas evidências de que a melhora na qualidade do crédito que destacamos no último trimestre está se tornando uma tendência. Como resultado, os gastos dos grandes bancos com ativos problemáticos estão encolhendo", disse Brown. Os US$ 29,4 bilhões no primeiro trimestre superaram o recorde de US$ 27,3 bilhões registrado no terceiro trimestre de 2002 e os ganhos de US$ 25,3 bilhões do primeiro trimestre do ano passado. O setor registrou lucros anuais recorde em 2002. O retorno sobre ativos também atingiu o recorde de 1,38% no primeiro trimestre, depois de ficar em 1,29% em igual período do ano passado. Quase duas em cada três instituições elevaram seus lucros em relação ao primeiro trimestre de 2002 e cerca da metade delas elevaram seus retornos sobre ativos, informou o FDIC. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.