Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

bancos podem ser forçados a aceitar haircut

Berlim, 29 - O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, sugeriu que os bancos da Europa podem ser forçados a aceitar um desconto (haircut) no esforço para reestruturar a dívida da Grécia. Em entrevista à revista Der Spiegel, que teve trechos divulgados neste sábado, Schaeuble disse que "nós sempre preferimos um haircut voluntário, mas também dissemos que um caminho menos consensual não pode ser descartado".

Agencia Estado

29 de outubro de 2011 | 18h18

O acordo para reduzir o tamanho da dívida da Grécia fechado esta semana é voluntário. Segundo a revista, Schaeuble afirmou que a alternativa para o acordo seria um desacordo, e também que isso teria consequências consideráveis para os credores do setor privado. A íntegra da entrevista será publicada esta segunda-feira. As informações são da Dow Jones. (Gabriel Bueno)

Tudo o que sabemos sobre:
Europacrisebancoshaircut

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.