coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Bancos precisam ajustar 18 tri

Bancos na União Europeia têm 18,2 trilhões (US$ 22,96 trilhões) em ativos que precisam passar por ajustes contábeis. A conclusão está em um documento da Comissão Europeia nas mãos de bancos centrais e Ministérios de Finanças da região.Os membros da UE buscam um acordo em um conjunto de princípios para lidar com ativos tóxicos nos balanços de vários bancos do bloco. Mas, segundo o documento que circulou no encontro de ministros, o problema deve ser maior que o previsto."As baixas contábeis em ativos totais esperadas sugerem que os custos orçamentários - reais e contingentes - de alívio de dívida podem ser muito grandes tanto em termos absolutos quanto em relação ao Produto Interno Bruto dos países-membros", aponta o documento, cuja cópia foi vista pela agência Dow Jones.O objetivo do documento é levar os países-membros a adotarem uma abordagem disciplinada e coordenada para resgatar os sistemas bancários nacionais. Segundo a Comissão, uma divulgação imediata dos bancos sobre a saúde real dos seus balanços é necessária, independentemente da abordagem adotada: a criação de bancos ruins para guardar ativos ou um esquema apoiado pelo governo para garanti-los.

, O Estadao de S.Paulo

21 de fevereiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.