portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Bancos puxam bolsas europeias para maior nível em 1 mês

As bolsas de valores da Europa encerraram em alta nesta segunda-feira, seguindo o avanço de Wall Street motivado pelo plano do governo dos Estados Unidos de livrar os bancos de ativos podres e por um número de vendas de moradias usadas melhor do que o esperado.

REUTERS

23 de março de 2009 | 14h24

O índice FTSEurofirst 300, referência das principais ações europeias, disparou 3,1 por cento, para 739 pontos, maior fechamento desde 19 de fevereiro. O indicador registrou valorização pela terceira sessão consecutiva.

BNP Paribas, Santander, Barclays, Deutsche Bank, HSBC e UniCredit ganharam entre 4,6 e 15,1 por cento.

Wall Street apresentava ganhos acentuados perto do fechamento dos mercados europeus. As ações subiram com o plano de livrar os bancos dos ativos podres, principal componente dos esforços do governo norte-americano para tirar a maior economia mundial de uma profunda recessão.

"É mais um passo nesta longa história, mas não será o último passo", disse Romain Boscher, diretor de gestão de ativos da Groupama Asset Management, em Paris.

"Nós ainda achamos que será necessário nacionalizar mais alguns bancos."

A venda de moradias usadas nos Estados Unidos subiu ao ritmo mais rápido em quase seis anos no mês de fevereiro, mostraram dados nesta segunda-feira, fornecendo impulso adicional para a fragilizada economia do país.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 2,86 por cento, a 3.952 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 2,65 por cento, para 4.176 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 2,81 por cento, para 2.869 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 4,66 por cento, a 12.678 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 saltou 3,14 por cento, para 7.952 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 avançou de 2,63 por cento, a 6.308 pontos.

(Por Brian Gorman)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAATUALIZAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.