Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancos reduzem previsão de expansão do crédito em 2011, aponta Febraban

Expectativa em relação ao crescimento das operações de crédito passou de 18,5% para 17,8% 

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 19h01

Os bancos reduziram as expectativas em relação ao crescimento das operações de crédito em 2011. Pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em dezembro, a primeira após a divulgação pelo governo das medidas de restrição ao crédito, indica que a expectativa é de que as Operações de Crédito Total do Sistema Financeiro Nacional (SFN) fechem 2011 com crescimento de 17,8%. Na pesquisa de novembro, a previsão era de 18,5%.

Para as operações de crédito com recursos direcionados, a previsão caiu de 19,9% em novembro para 18,7%. Para o crédito com recursos livres, caiu de 18,1% para 17,1%. A expectativa para as operações de crédito para pessoas físicas baixou de 17,6% para 16,7%. Para as operações de crédito pessoa física, incluindo consignado, a previsão subiu de 19,4% para 19,6%. Já para as operações de pessoa física para aquisição de veículos, incluindo leasing, a estimativa caiu de 17,5% para 16,9%. Para as operações de crédito de pessoa jurídica com recursos livres, a previsão caiu de 18,8% para 17,6%.

A taxa prevista de inadimplência se manteve em 4,6%. "A pesquisa mostra que a inadimplência não é um fator econômico de preocupação relevante para o próximo ano", afirma o economista-chefe da Febraban, Rubens Sardenberg. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.