Divulgação
Divulgação

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bancos reduzem valor mínimo exigido da TED para R$ 500

Valor mínimo antes era de R$ 750; em nota, Febraban informou que 'bancos estão trabalhando para que haja mais uma redução no limite da TED ainda este ano'

Eulina Oliveira, Agência Estado

16 de janeiro de 2015 | 17h04


A partir desta sexta-feira (16), passa a vigorar o novo valor mínimo de R$ 500 para a Transferência Eletrônica Disponível (TED), de acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Até então, o valor mínimo exigido era de R$ 750. "As instituições financeiras reduziram o valor da TED para facilitar ainda mais a vida de quem precisa transferir dinheiro, no mesmo dia, entre bancos diferentes", diz, em nota, a entidade, que cada vez mais vem reduzindo o valor mínimo para a operação.

A Febraban ressalta que, em outras formas de movimentação financeira, como o Documento de Crédito (DOC) ou o cheque é preciso aguardar pelo menos um dia para a conclusão da operação. "Os bancos estão trabalhando para que haja mais uma redução no limite da TED ainda este ano", disse, na nota Walter de Faria, diretor adjunto de operações da Febraban.

Ainda conforme o comunicado, de acordo dados da Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, tem crescido a preferência dos clientes por transferências eletrônicas - DOC e TED. Em 2009 elas representavam 28% do volume de transações; em 2013, o número subiu para 46%. "Com a TED, o cliente não precisa sacar em espécie para fazer a transferência, basta acessar o Internet Banking ou outros canais eletrônicos de autoatendimento para efetuar a operação", acrescenta Walter.

Tudo o que sabemos sobre:
FebrabanTED

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.