Bancos são recordistas de reclamação por parte do consumidor

Os bancos comerciais encontram-seentre os recordistas de reclamação nos órgãos de defesa doconsumidor. Só o Procon de São Paulo, em 2001, recebeu 2,5 milreclamações de clientes. Já o Banco Central, mesmo sem informardevidamente à população que também deve ser acionado em casos dereclamações, recebeu cerca de 20 mil reclamações no ano passado.Os dados foram divulgados pelo Sindicato Nacional dosFuncionários do Banco Central (Sinal), que defende a utilizaçãodo Código de Defesa do Cliente Bancário, já em vigor no País. O estudo do Sinal salienta que "é inaceitável quediante dos abusos dos bancos não tenha havido até agora, edepois de tantos meses de criação do Código de Defesa do ClienteBancário, a necessária punição aos bancos infratores, como estãoa demonstrar tantas denúncias, ações judiciais e as reclamaçõesda população". O Código de Defesa do Cliente Bancário foicriado há seis meses, em 26 de julho de 2001, através daResolução 2.878 do Banco Central. O presidente do Sinal, Sergio Belsito alertou para odesaparelhamento que ocorre nas áreas do BC responsáveis poracompanhar a relação entre os bancos e seus clientes. "Asestruturas de fiscalização e atendimento estão operando com ummínimo de funcionários, sem remuneração compatível e sem acessoaos treinamentos e recursos técnicos necessários ao desempenhoda função. Com isso, o Banco Central não consegue cumpriradequadamente as suas obrigações legais, por mais que seusservidores se esforcem".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.