Bancos suspendem execuções de hipotecas nos EUA

Citigroup, JP Morgan Chase, Morgan Stanley e Goldman Sachs vão suspender os processos de retomada de bens dos mutuários inadimplentes com suas hipotecas, a fim de esperar a implementação do programa que o Tesouro dos EUA planeja para reduzir as ações de despejo.A decisão ocorre após pressão feita por congressistas durante encontro de CEOs dos bancos com deputados na Câmara dos EUA nesta semana. A expectativa é de que o governo gaste pelo menos US$ 50 bilhões para reduzir as parcelas mensais atualmente pagas pelos mutuários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.