Bandeira Elo será aceita no exterior

Bandeira de cartões, que pertence ao Bradesco, ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal, fechou acordo com a americana Discover Card, dona da Diners Club

Cynthia Decloedt , O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2015 | 02h05

A bandeira de cartões Elo, que pertence ao Bradesco, ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal, confirmou ontem acordo com a norte-americana Discover Card, proprietária da Diners Club, para começar a ser aceita internacionalmente. A informação foi antecipada pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

A Discover, criada nos anos 80 nos EUA, é uma das grandes bandeiras de cartões no mercado americano, atrás de Visa e Mastercard. A marca surgiu após a dona da tradicional rede de loja de departamento Sears, Roebuck and Co., ter adquirido as empresas Dean Witter Reynolds Organization e Coldwell, Banker & Company, na tentativa de oferecer serviços financeiros aos seus consumidores.

Depois, o braço de serviços financeiro foi vendido a Dean Witter, em 1993; quatro anos depois, o negócio se fundiu com o Morgan Stanley. Em 2008, a Discover Financial Services adquiriu do Citibank a divisão internacional da rede de cartões Diners Club. No Brasil, tanto a Cielo quanto a Rede aceitam o cartão internacional Discover.

A Elo, com cerca de 68 milhões de cartões emitidos, é aceita hoje em 1,5 milhão de estabelecimentos comerciais. No ano passado, a bandeira movimentou mais de R$ 68 bilhões em mais de 1 bilhão de transações registradas. Sua atual participação de mercado é de cerca de 7% e a meta é alcançar 15% até 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoElo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.